Segunda-Feira, 23 de Setembro de 2019

Vice-governador Carlos Fávaro anuncia políticas públicas para o setor agropecuário




COMPARTILHE

Durante o lançamento oficial da colheita da soja da safra 2014/2015, em Alto Garças (360 km ao Sul), o vice-governador, Carlos Fávaro, anunciou políticas públicas do atual governo para o setor agropecuário. O evento foi realizado na quinta feira (29.01). A expectativa é de que Mato Grosso produza aproximadamente 28 milhões de toneladas de soja, com 427 mil hectares a mais que a safra passada, que corresponde a um crescimento de 5,1 %.

Fávaro também comunicou duas pautas que estão em debate na gestão de Pedro Taques. Uma delas é a ampliação do período do Vazio Sanitário, quando é proibida a permanência de plantas de soja nas lavouras em razão da decisão publicada pelo Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea). Além disso, também será discutida a viabilidade técnica de plantar soja sobre soja, quando não se faz a rotação de culturas.

“Teremos agora um grande debate com relação à segurança vegetal, quanto à instalação do vazio sanitário, mas vamos chamar todas as entidades para a discussão, pensando no melhor para o setor. O governo vai se posicionar de forma técnica para garantir que Mato Grosso continue sendo o maior produtor de soja do Brasil", disse ele.

Fávaro também disse que o governador Pedro Taques não pode comparecer ao evento por estar tratando da assinatura de um convênio no valor de R$ 720 milhões de reais que deve ser assinado nesta sexta-feira (30). O convênio será entre o Governo de Mato Grosso e o Banco do Brasil para a infraestrutura emergencial das rodovias do estado.

Diante da relevância deste setor, Fávaro referenciou a importância que o governador deu ao nomear nomes ao staff da agricultura com conhecimento de causa. "Por reconhecer a influência desse setor pujante para economia de Mato Grosso e para que se tenha condições de desenvolver cada vez mais, o governador colocou para tocar as secretarias ligadas à agricultura profissionais que conhecem as problemáticas que o setor enfrenta, além de terem perfis extremamente técnicos".

O vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e deputado federal por Mato Grosso, Nilson Leitão, lembrou a importância que a produção agrícola tem para o desenvolvimento do país. “Este momento serve também para mostrar ao Brasil que a agricultura é a nossa vocação, é a atividade que sustenta boa parte do país. Esperamos que o atual governo federal, nos próximos quatro anos, consiga olhar para esse setor com os olhos que ele merece”.

Já o deputado federal Adilton Sachetti comentou sobre a necessidade de se pensar a agricultura com uniformidade. “Temos que trabalhar para encurtar as distâncias dentro da agricultura. Não se pode mais haver duas agriculturas no país, a empresarial e a familiar. É preciso diminuir as diferenças entre elas”.

Após o painel, o vice-governador conduziu umas das sete colheitadeiras pelos campos da fazenda Sementes Adriana, dando início a colheita oficial da soja em Mato Grosso. Também falou da emoção de estar vivendo o momento mais feliz do agricultor também como vice-governador.

"É uma mistura a emoção de ser vice-governador nesse momento que Mato Grosso lança a colheita da soja no Brasil e também de ser produtor que acorda a cada manhã sonhando com um dia melhor, e com uma colheita perfeita. A colheita é o momento mais feliz para o agricultor e é um grande momento também para mim”. 


Autor:Jornal da Noticia com Assessoria


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<