Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020

Após 5 dias, Força Nacional é autorizada a acabar com bloqueio de índios na BR-163




COMPARTILHE

A Polícia Rodoviária Federal confirmou na manhã de hoje, 4 de fevereiro, que foi  deslocamento da Força Nacional de Segurança para encerrar o bloqueio da BR-163, no trecho entre as cidades de Itaúba e Santa Helena. A assessoria de imprensa da PRF em Mato Grosso informou que a equipe da Força Nacional já está se deslocando para a região.  “Caso não haja acordo não restará alternativas que não o uso da força”, explicou um policial.  Os indígenas atearam fogo em pneus e colocaram galhos de árvores na via para impedir a aproximação de condutores.

Há cinco dias, a região -  que fica distante a cerca de 100 quilômetros da região de Sinop  - vem sendo alvo de protestos de indígenas da etnia Terena. Nesse período de protesto apenas por algumas horas a rodovia foi desbloqueada e desde a data de terça-feira,  com a queda de uma ponte não há rotas alternativas para a passagem de caminhões e carros de passeio.

Cobrando melhores condições de saúde, além de remédios e da demissão da coordenadora da Secretaria Especial de Saúde Indígena da região de Colíder, que atende as etnias daquela região.

Na tarde de terça-feira, ainda conforme a PRF, um funcionário do Instituto Raoni (que trabalha em colaboração com a Fundação Nacional do Índio) acompanhados de dois caciques (Rondon e Sireno) estiveram na sede da 6ª Delegacia da PRF para dialogar sobre a possível desinterdição e o controle do trânsito, caso fosse confirmada a exoneração do coordenador da Saúde Indígena.

Porém, quando a equipe de policiais rodoviários  chegou ao local de bloqueio  recebeu a informação de que o ‘trancamento iriai perdurar’ considerando que eles iriam aguardar pela exoneração ser publicada em Diário Oficial da União (DOE).


Autor: Olhar Direto


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias