Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020

Falando Veja, Ktia Abreu defende a construo de ferrovia no Norto de MT




COMPARTILHE

A Ministra da Agricultura Kátia Abreu (PMDB), defendeu em entrevista à revista Veja que chega às bancas esta semana, a construção de uma ferrovia, ligando Rondonópolis(MT) à Miritituba(PA), passando por Lucas de Rio Verde e Sinop, em parceria com a iniciativa privada, um projeto anterior apresentado previa a construção da Ferrovia mas cortando o Araguaia e não o Nortão.

Esta e mais quatro ferrovias, podem resolver o problema da logística de transporte na região Centro Norte do País em cinco anos, defende Kátia Abreu, à frente do Mapa.

“Durante anos e anos a CNA, entidade que eu presidi, ficou fora desta discussão”, argumentou a Ministra ao defender que além do fim da burocracia, o Mapa precisa adequar a infra-estrutura de transporte existente no País, à necessidade dos produtores. “Ete foi o tema da minha aproximação com a presidente”, revelou. Enquanto a safra avançou para a região Centro Norte, a logística não foi atrás, fazendo com que o produto brasileiro perca competitividade internacionalmente, por conta da dificuldade encontrada no transporte.

As outras quatro ferrovias defendidas por Kátia Abreu, para serem licitadas como concessão para a iniciaria privada que se interesse em atuar nos trechos são: Barreiras a Ilhéus, Açailândia a Vista do Conde, Santo Angelo a Passo Fundo e Campinorte até Açaí.

Nos seus primeiros 3 meses a frente do Mapa, Kátia Abreu combateu duramente a burocracia melhorando o tramite interno de processos no ministério. “Quando assumi havia 4936 processos na fila”, conta. Ela deu 120mdias para o secretário da área zebrar a demanda. Destes, cerca de 1500 processos dependiam do parecer de um químico, que no Mapa, é apenas um e estava em licença médica, revelou a ministra à Veja. “Fizemos um mutirão com os nove químicos das superintendências estaduais”, disse ela.

Célio Cabelereiro no cerimonial

Questionada sobre a nomeação de Célio Costa no Mapa, identificado em matéria da Istoé como seu cabeleireiro, Kátia Abreu respondeu: “isso é uma maldade muito grande. eu moro em Palmas há 20 anos e ele em Gurupi, a mais de 200 km de distância, como ele poderia ser meu cabeleireiro?”.  

A ministra justificou que Célio é um companheiro que lhe pediu uma oportunidade, para sair de Gurupi e trabalhar com cerimonial, área com a qual tem afinidade. Ela então o nomeou com DAS 2, R$ 4 mil.

Sobre crise de Dilma

A revista questionou ainda a Ministra sobre o fato do PMDB, seu partido, ser hoje o que mais dá trabalho à presidente Dilma Roussef no Congresso Nacional, num momento de crise nacional para o governo e para o PT. “Não diga isso”, respondeu Kátia Abreu, defendendo o protagonistmo do Congresso Nacional nas questões políticas que precisam ser discutidas. Ela entende que o momento é de adaptação ao processo de mudança que acontece no País, com a punição ampla aos envolvidos em corrupção.

Sobre as diferenças de convicções entre ela e a presidente, sendo uma de esquerda e a outra defensora de bandeiras de direita (como a redução da maioridade penal), Kátia Abreu disse respeitar o passado da presidente, quando jovem, de uma militância aguerrida que a levou a pegar em armas. “Com relação à Dilma experiente, gestora, mulher pragmática, trabalhadora, não vejo diferença entre nós”, resumiu.

Casamento

Para finalizar, a revista questionou a Ministra como é estar casada novamente depois de mais de 20 anos de viuvez. Kátia respondeu que e estranho, mas que “ter marido em casa é maravilhoso”.


Autor:AMZ Noticias com Redação


Comentários:

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 222
O Jornal da Notcia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias


Notice: Undefined variable: rsDestaque1 in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 346

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, null given in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 346

Notice: Undefined variable: rsDestaque2 in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 348

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, null given in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 348

Notice: Undefined variable: rsUltimas1 in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 350

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, null given in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 350

Notice: Undefined variable: rsUltimas2 in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 352

Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, null given in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 352