Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019

Senador Medeiros coleta assinaturas para criar CPI da Funai e vê falta de eficiência




COMPARTILHE

O senador mato-grossense José Medeiros (PPS) se articula para obter o número de assinaturas suficiente para a criação da CPI da Funai. Ele argumenta que a questão indígena é um problema grave e que Mato Grosso tem sido o mais penalizado por parte do governo federal e da Funai. “Falta eficiência e sobram criticas à Funai, até mesmo das comunidades indígenas”, ressalta Medeiros.

Para a criação o apoio de 27 dos 81 senadores, mas o parlamentar ainda não sabe a quantidade de apoio. "Estamos indo em todos os gabinetes", pondera. Para respaldar o seu pedido, o socialista argumenta que é necessário ter um governo federal integrado, o que não ocorre hoje.

Cita como exemplo o imbróglio envolvendo a pavimentação da BR-158, que ainda não saiu do papel em razão de constantes mudanças no traçado, provocadas, especialmente, segundo ele, pela Funai. O local é um dos eixos de escoação da produção do Estado e motoristas sofrem com os atoleiros.

Senador argumenta que as obras também trariam postos de saúde e mais infraestrutura para os índios, o que muitos deles querem, mas a Funai tem barrado. “Têm (índios) dizendo aquilo o que eles deveriam querer. A Funai tem que ajudar e não atrabalhar”.  Reclama também da influência do Conselho Indigenista. "É precisao saber quem manda, aq Funai ou o conselho".

Ele pondera que a situação é complicada em Mato Grosso, afinal, o Estado é essencialmente agrícola. Destaca, inclusive,  que o Estado contribuí substancialmente com a balança comercial. “Mas, lamentavelmente, o governo federal fecha os olhos para essa realidade”, dispara.


Autor:RDNews


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<