Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019

Vereador que quase perdeu mandato por suposta agressão, lidera pesquisa em Cuiabá




COMPARTILHE

Após conseguir escapar da cassação do mandato sob acusação de agredir um líder comunitário no ano passado, o vereador Marcrean dos Santos (PRTB) começa a dar a volta por cima de forma surpreendente. Ele lidera a pesquisa do instituto Mark, contratada pelo FOLHAMAX, para Câmara de Cuiabá com 1,2% das intencões de voto espontâneo.

Praticamente único opositor ao prefeito Mauro Mendes (PSB), o vereador Dilemário Alencar (PTB) se mantém nas primeiras colocações. Neste levantamento, o ex-presidente do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso aparece com 0,9%.

O terceiro lugar é dividido entre os parlamentares Lilo Pinheiro (PRP) e Adilson Levante (PSB), que também se safou da cassação após ser detido com sinais de embriaguez ao volante, com 0,7%. O quinto lugar também tem empate de nomes em que cada um conquistou 0,5 - vereador licenciado e atual secretário de Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Domingos Sávio(SD); apresentador de televisão e vereador Onofre Júnior (PSB) e Nelson de Farias.

Um dado interessante é que a amostra indica a reeleição da grande maioria dos parlamentares apesar do desgaste com a sociedade. Dos sete primeiros colocados, seis são atuais detentores de mandatos.

Na oitava posição, aparecem sete nomes com 0,3%. São o suplente de deputado estadual Jajah Neves (PDT), que tem base em Várzea Grande; vereadores Renivaldo Nascimento (PDT) e Adevair Cabral (PDT); Pedro Dias, Zidiel Coutinho (PSB), Totó Cézar e Zózima.

No 15º lugar, aparecem citações de 24 nomes. São atuais parlamentares, líderes comunitários e a secretária adjunta da Casa Civil de Mato Grosso, Paola Reis (PSDB).

A pesquisa Mark mostrou que a nove meses da eleição, 77,4% dos eleitores estão indecisos. Já 11% avisaram que não votarão em nenhum candidato ao Legislativo cuiabano.

A amostra foi realizada entre os dias 15 e 18 deste mês com 580 pessoas em 70 bairros da capital. Feita pela metodologia survey, a amostra tem margem de erro de 3% para mais ou menos e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com número 02318/2016.


Autor:Claudio Moraes com FolhaMax


Comentários

Notice: Undefined index: envio in /home/jornalda/public_html/2018/noticia.php on line 212
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<