Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019

Blairo Maggi recua de filiação ao PMDB e Michel Temer cancela vinda a Cuiabá




COMPARTILHE

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), cancelou na noite desta terça feira 16/02, a visita que faria a Cuiabá na noite da próxima sexta-feira. Ele participaria de uma palestra na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e também de uma reunião para filiar lideranças ao PMDB no Estado.

Temer telefonou ao presidente da seccional da OAB no Estado, Leonardo Campos, onde comunicou sua ausência. Ele explicou que irá representar a presidente Dilma Roussef (PT) na inauguração de um hospital em Porto Velho, capital de Rondônia.

Como a previsão é de que a solenidade terminará por volta das 22h00, Temer optou por cancelar a vinda a capital de Mato Grosso. Apesar das explicações do vice-presidente, o cancelamento está diretamente relacionado ao recuo do senador Blairo Maggi em trocar o PR pelo PMDB.

O parlamentar estaria sendo pressionado pelas bases nos municípios a não fazer a troca diante da posição do governador Pedro Taques (PSDB) em vetar coligações com o PMDB em todas cidades do Estado. Sem clima, Maggi deve comunicar oficialmente nas próximas horas a permanência no PR.

Sem Temer, o ato do PMDB de Mato Grosso terá apenas a filiação da deputada estadual Janaína Riva, que deixa o PSD. Ela irá compor a legenda ao lado dos parlamentares Baiano Filho, Silvano Amaral e Romoaldo Júnior.

Para amenizar o clima constrangedor, Maggi disse que hoje que não tem certeza sobre a janela partidária e teme perder o mandato por infidelidade. Ele pediu um prazo até março para decidir o rumo político.


Autor:Claudio Moraes com FolhaMax


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<