Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019

PSDB deve sair fortalecido e ficar com a maior bancada Câmara de Cuiabá




COMPARTILHE

A promulgação pelo Congresso Nacional da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que abre prazo de 30 dias para troca de partido sem a perda de mandato ao agente político vai gerar uma reviravolta no cenário político de Mato Grosso.

A tendência é de que o PSDB assuma o protagonismo e venha a se transformar no maior partido de Mato Grosso, com número expressivo de prefeitos e vereadores. O partido busca agregar até 50 prefeitos e 200 vereadores estimulados a participarem do mesmo grupo político do governador Pedro Taques que deixou o PDT e aderiu ao PSDB em agosto de 2015.

Na Câmara Municipal de Cuiabá, 13 vereadores estão dispostos a trocar de partido. Os vereadores Adevair Cabral e Renivaldo Nascimento deixarão o PDT e migrarão para o PSDB, que vai saltar para cinco vereadores e se tornar o partido com a maior bancada do Legislativo.

Em Cuiabá, o PSD do vice-governador Carlos Fávaro ganhará a filiação dos vereadores Domingos Sávio e Leonardo Oliveira, que deixam o Solidariedade e o PTB, respectivamente. Por outro lado, o vereador Paulo Araújo, que assumiu o mandato com a cassação de João Emanuel, deixa o PSD e migra para o PP.

Incomodado com a postura governista do PTB à gestão do prefeito Mauro Mendes (PSB), o vereador Dilemário Alencar já recebeu convites do PMDB, PDT, PRB e PCdoB e avalia qual o melhor caminho partidário.

O vereador Chico 2000 (PR) já é dado como certo no PSB. Conforme apurado nos bastidores, o vereador Wilson Kero-Kero planeja se filiar ao nanico PSL para disputar à reeleição em 2016.

A mudança partidária também é descartada pelos vereadores Oséas Machado (PSC), Adilson Levante (PSB), Faissal Calil (PSB), Haroldo Kuzai (SD) e o presidente do Legislativo, Júlio Pinheiro (PTB). Ainda mantêm conversa nos bastidores para avaliar a possibilidade de mudança de partido os vereadores Lilo Pinheiro (PRP), Marcrean dos Santos (PRTB), Onofre Junior (PSB) e Néviton Fagundes (PTB).

Na Assembleia Legislativa, o PSDB também articula para ser a maior bancada. O partido já convidou oficialmente o deputado estadual Pedro Satélite (PSD), Leonardo Albuquerque (PDT), Baiano Filho (PMDB) e Dilmar Dal Bosco (DEM).

A cúpula tucana aguarda a filiação de até três parlamentares para ocupar seis cadeiras. Atualmente, o PSDB é representado por Wilson Santos, Saturnino Masson e Guilherme Maluf.

O suplente de deputado estadual e atualmente no exercício do mandato, Jajah Neves, vai trocar o PDT pelo PSDB.

A única filiação dada como certa pelo PMDB vinda da Assembleia Legislativa é a ex-deputada estadual Janaína Riva, que deixou o PSD com aval da Justiça Eleitoral. 


Autor:Redação AMZ Noticias


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<