Domingo, 08 de Dezembro de 2019

Policia Federal deverá incrementar trabalhos na fronteira de Mato Grosso




COMPARTILHE

Incrementar os trabalhos na região da fronteira. Este é um dos principais desafios do novo superintendente regional da Polícia Federal em Mato Grosso, delegado Áderson Vieira Leite, que assumiu o cargo no final de fevereiro. Mato Grosso é considerado um estado estratégico para o órgão, que pretende também fazer parcerias para ampliar o trabalho dos agentes em várias áreas de atuação.

O delegado pretende primeiro analisar todos os documentos adquiridos nas operações deflagradas. A intenção é que o número seja ainda maior que nos anos anteriores: “Inicialmente, vamos analisar as operações deflagradas nos últimos anos e aquilo que ainda é possível de se avançar em outras frentes. A nossa direção geral trabalha com metas, o nosso esforço será pra incrementar o número de operações”.

“Mato Grosso é um estado estratégico no âmbito da PF. Seja na parte da repressão aos crimes contra o sistema financeiro, tráfico de drogas e ambiental. Passei alguns anos em Brasília (DF), adquiri uma experiência em relação a órgãos centrais de diversas autarquias e fundações e creio que isto será interessante para que os trabalhos possam ter uma boa continuidade”, explicou o delegado.

Questionado sobre o aumento de pessoal, Áderson explica que “a tecnologia se desenvolve em um ritmo muito intenso. Sempre há espaço para se empregar novas tecnologias para as práticas dos crimes. A região de fronteira do Brasil tem sido observada com muita atenção pela PF. Tivemos a inauguração da Delegacia de Cáceres recentemente, chegaram novos servidores na unidade e também em Cuiabá. De forma que a expectativa é de incrementar estes trabalhos na região de fronteira, em parceria com os demais órgãos públicos”.

O delegado também afirmou que está inteirado a respeito da Operação Ararath e que, inclusive, participou do embrião dela, quando esteve atuando no Estado. A previsão é que novas fases da operação sejam deflagradas nos próximos meses. “A Operação Ararath se iniciou durante a minha primeira passagem por aqui, quando eu fui corregedor. As investigações – a parte embrionária – se iniciou ali, tendo suas fases deflagradas posteriormente. É interesse do Departamento de Polícia Federal fazer uma reavaliação de todo o material apreendido e verificar o seu potencial. Esperamos sim ter novas etapas. Esta é uma expectativa”.


Autor:Wesley Santiago com Olhar Direto


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Notícia Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Jornal da Noticia

<