Quinta-Feira, 02 de Dezembro de 2021

Cerimônia de Abertura do Rio-2016 custará R$ 132 milhões; veja a lista de gastos do COB




COMPARTILHE

A Cerimônia de Abertura é um dos momentos mais aguardados  e mais caros  dos Jogos Olímpicos. No Rio-2016, a história não será diferente. Pelas características do Brasil, já se aguarda uma cerimônia cheia de luz, cores e movimento. A festa, que promete ser inesquecível, também será cara: custará R$ 132 milhões, segundo o primeiro orçamento do Comitê Organizador do Rio 2016.
Para efeito de comparação, a Cerimônia da Abertura em Londres custou R$ 90 milhões. Em Pequim, na cerimônia mais cara e suntuosa da história, foram gastos R$ 196 milhões.
O orçamento detalhado dos Jogos de 2016 só será publicado em julho de 2013, mas o ESPN.com.br teve acesso à íntegra, e os números mostram muito mais do que o estouro de 68% do orçamento inicial e da participação do governo nas receitas da entidade, com subsídios de R$ 1,7 bilhão.
De acordo com o orçamento, o comitê organizador gastará R$ 9,4 bilhão ¬ o custo não inclui construção de arenas, que são parte de outro orçamento, este sim majoritariamente a cargo do poder público. A maior fatia das despesas é destinada a gastos com pessoal e recursos humanos: R$ 1,8 bilhão, o equivalente a 19% do total.
Logo em seguida, vêm os gastos com instalações temporárias, que foram orçados, de acordo com a primeira previsão orçamentária, em R$ 1,3 bilhão (14% do montante). Outro gasto bilionário do comitê organizador será com tecnologia, estimado em R$ 1,1 bi. As despesas com acomodações e operações da Vila Olímpica estão orçadas em R$ 656 milhões.
A segurança, um os pontos de maior preocupação e investimento dos Jogos Olímpicos de Londres ¬ inclusive com investimento pesado do governo local ¬ custará, de acordo com este primeiro orçamento, R$ 514 milhões. O valor é bem inferior aos R$ 1,7 bilhão investido pelos londrinos nos Jogos de 2012.
Com cerimônias, o gasto previsto é de R$ 384 milhões ¬ serão R$ 132 milhões apenas na Abertura. Para o encerramento, a previsão é de mais R$ 55 milhões; o orçamento estima, ainda, um gasto de R$ 89 milhões com telões e fan fests. A produtora dos eventos embolsará R$ 55 milhões, e as cerimônias de entrega de medalhas custarão R$ 8,5 milhões.
O revezamento da tocha olímpica, uma tradição que antecede os Jogos, custará ¬ sempre segundo o primeiro orçamento, a ser divulgado em julho de 2013 ¬ R$ 45 milhões. Os gastos, contudo, podem aumentar. No documento, o comitê afirma que "o formato de forma geral ainda está em processo de definição".
Olimpíada sobre rodas ¬ Para grande parte dos envolvidos, os Jogos de Londres-2012 ficaram conhecidos como "a Olímpiada do metrô". Era comum ver jornalistas, atletas, treinadores e até dirigentes se locomovendo no "tube", como os londrinos costumam chamar seu transporte mais eficiente.
No Rio, em 2016, a Olimpíada acontecerá sobre rodas. O comitê organizador estima um gasto de R$ 150 milhões com a compra, o aluguel e manutenção de carros. De acordo com o orçamento preliminar, os espectadores e profissionais credenciados terão livre acesso ao transporte público ¬ serão investidos R$ 79 milhões no serviço de ônibus oficial. Com a mão de obra terceirizada de cerca de 4 mil pessoas, serão gastos R$ 39 milhões.
‘Gulosos e folgados’ ¬ Os dados do orçamento mostram, também, pormenores interessantes. Os gastos com serviço de alimentação, por exemplo, serão de R$ 269 milhões. A grande maioria deste orçamento será destinada aos atletas: R$ 148 milhões. A alimentação dos trabalhadores de staff custará R$ 90 milhões, e a de convidados, R$ 14 milhões. As refeições da mídia custarão ao comitê organizador R$ 4,7 milhões.
Outro gasto curioso previsto no orçamento a que o ESPN.com.br teve acesso é o de móveis e utensílios dos apartamentos da Vila Olímpica e Paralímpica, que ¬ de acordo com a proposta orçamentária que será apresentada em julho de 2013 ¬ custarão R$ 71 milhões. Os serviços de limpeza de lavanderia da Vila dos atletas está orçado em R$ 4,6 milhões.


Autor: UOL


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias