Quinta-Feira, 02 de Dezembro de 2021

Chevecross caminha para ser a maior competição esportiva do Araguaia




COMPARTILHE

Empresários da região Norte Araguaia, começam a investir nas competições esportivas do Chevecross. A categoria é disputada exclusivamente por veículos de série sendo eles Chevettes e Chevys, na modalidade autocross, de natureza fechada com pilotos novatos fora de estrada.

As equipes tambem começam a melhorar os veículos, provocando adrenalina total no publico, durante as provas realizadas nos principais municípios da região.

Recentemente, a grande final do campeonato regional em Confresa contou com um publico de mais de cinco mil pessoas.

Entres os animados com a competição esta o empresário e ex-prefeito de Vila Rica, Naftali Calisto, o Calistão que começa a investir na modalidade juntamente com outros empresários locais.

Calistão disse ao Jornal da Noticia, que a categoria é interessante,  "pois faz com que a gente se sinta bem mais jovem nas pistas", a sensação é causada pela adrenalina da competição.

O ex-prefeito informou, que a modalidade começou como passa tempo dos garotos, mas agora se firma como a grande competição a motor da região, ganhando novos adeptos e também investidores.

Em Vila Rica outros empresários começam a investir na categoria entre eles Giovanni Stival do Supermercado Vendão, o agropecuarista Neto Delgado, e os empresários do setor de oficinas, Mano Zorzi e Gleidson Mecânico.

Em Confresa, o empresário Sandro Herter é um dos principais competidores regionais da categoria incentivado por seu pai o empresário Hilário Herter.

O esporte tambem atrai muitas mulheres, uma delas é a advogada Keytiane Freitas, do Boi na Brasa, famosa por suas apresentações com um chevette rosa.

O Chevecross é uma competição esportiva não profissional, tendo como equipamentos obrigatórios cinto de segurança de no mínimo três pontos, gaiola de proteção, banco original ou tipo concha, extintor, capacete para barro nas rodas traseiras, calçado fechado, calça e sendo obrigado usar camiseta da organização.

Os pilotos para participarem da corrida tem que ser maior de idade, se menor autorizado pelos pais ou responsáveis.

São permitida toda e qualquer adição de material (solda, colagem, eletrolise, etc.), a qualquer elemento mecânico, seja ele motor, câmbio, suspensão, etc.

Também é admitida soldas em sua extensão, inclusive nas bases e nas uniões, porém nenhuma parte da carroceria (carenagem) poderá exceder a largura das rodas;

É proibido qualquer tipo de peso (ex. tambor com água, ou areia, saco de areia, pesos extras ou outros objetos) que venha preencher o espaço do porta malas, ou carroceria, sendo permitido somente o tanque de combustível de até 60 litros.

Já o assoalho deve ser obrigatoriamente fechado, para proteção do piloto, desde a pedaleira até o assento do piloto, com chapa de alumínio ou ferro sem furos ou com a chapa original.

A tela de proteção é como também o para brisa são facultativos.

Conforme a ultima reunião realizada pelos cheveteirros, nas próximas corridas estará sendo feito o teste do bafômetro nos pilotos que iram participar da prova, o piloto que não passar no teste, será penalizado, com proibição de participação da corrida.

Uma iniciativa de grande valia, para segurança dos participantes e do publico presente, mostrando para população que o provérbio se BEBER NÃO DIRIJA, realmente preza pela vida do ser humano.


Autor: Jornal da Noticia com Assessoria


Comentários
O Jornal da Notícia não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - Jornal da Noticia e um meio de comunicacao de propriedade da AMZ Ltda.
Para reproduzir as materias e necessario apenas dar credito a Central AMZ de Noticias